FESTA POPULAR


adicionado em 09/10/2010

A verdadeira festa popular democrática

 

Apesar de uma ferrenha disputa de tempo, espaço, olhos e ouvidos, com carros de som e outras quinquilharias, tipo cavaletes, cartazes, faixas, etc., etc., etc. e com “direito de desfilar” entre os artistas, políticos mal educados, e depois do pleito, a constatação de mal votados  (castigo),  os verdadeiros artistas demonstraram que esses senhores que aparecem de tempos em tempos, (mais ou menos de quatro em quatro anos), nada tem a ver com a verdadeira FESTA POPULAR, onde a  demonstração de organização, participação, simplicidade, beleza e, sobretudo, muita fé nas crenças e nas tradições, dão os verdadeiros tons e sentidos nas aspirações do povo, que apesar de “espremido e empurrado”  “ não se lixam” para o que “eles” falam e fazem.

Foi o que constamos na maravilhosa e tradicional (mais de 30 anos) Festa de São Benedito e 1º Encontro Regional de Grupos Folclóricos, no fim de semana que antecedeu às eleições, na cidade de Minas Novas, no Vale do Jequitinhonha. 

Foram dois dias de intensa programação cultural, numa realização do Congado de São Benedito e Santa Efigênia dos Homens Pretos de Minas Novas em parceria com a Associação Cultural e Artística Mark Gladston, Paróquia de São Pedro do Fanado, Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e Borun Ecoturismo e Consultoria Cultural, que foi a empresa responsável pela defesa do projeto do encontro de grupos folclóricos, que apresentou e defendeu o projeto junto aos organismos culturais nacionais (Lei Rouanet) e teve o patrocínio do Banco do Nordeste, Programa do BNB de Cultura.

Estiveram presente nessa grande festa, além do Congado de São Benedito de Santa Efigênia de Minas Novas; Tambozeiros de Minas Novas;  grupo de Marujada de Bem Posta de Minas Novas, Banda de Taquara;  Tambozeiros Rei Tiago de Minas Novas;  o Congado de Nossa Senhora do Rosário de Misericórdia de Chapada do Norte;  Grupo de Danças Rítmos Mil de Carbonita;  Grupo Consciência Negra de Jenipapo de Minas;  Grupo Marujada de Couto de Magalhães de Minas;  grupo Caboclos do Surubim Alves e Poções de Chapada do Norte;  Marujada de Santo Antônio dos Moreiras de Angelândia e a banda Taquara Mirim de Bem Posta de Minas Novas. Ao todo, segundo os organizadores, foram mais de 300 componentes.

Na ocasião, foram coroados os novos rei e rainha de São Benedito, Edvaldo Henrique e Maria do Carmo Costa, pelos velhos, rei Álvaro Pinheiro Freire e rainha Maria Augusta Martins, que em cortejo até a igreja do Rosário, construção do século XVIII, participaram da Missa Conga, realizada pelo frei Chico e grande participação popular.

O cortejo é um dos momentos mais esperados pelos visitantes, e, principalmente, pelos fiéis a São Benedito, pois é o momento em que há exposição das manifestações de fé e sincretismo religioso entre as culturas africanas, européia e indígena que ajudaram a construir a cultura do povo brasileiro.

Com a realização do encontro regional de grupos folclóricos, onde foram discutidos diversos temas para a manutenção das tradições culturais do Vale do Jequitinhonha, com exposição de programas e projetos, palestras dos professores e folcloristas, Deolinda dos Santos, Erildo Nascimento e frei Chico, uma importante tomada de posição e decisão aconteceu entre os participantes, todos agentes e representantes da cultura do vale: a criação de uma associação cultural folclórica do Vale do Jequitinhonha, que será, segundo os idealizadores,  a porta-voz das reivindicações e gestora das ações culturais, responsável, a partir de sua efetiva criação, pela organização e ordenamento das atividades culturais naquela importante região de Minas Gerais. 

Para Lindon Célio, representante da Borun  Consultoria Cultural, e responsável pela organização do evento,  essa tomada de decisão foi um marco na cultura regional, pois segundo ele,  “poderemos, a partir de agora, unir calendários, organizar de forma propositiva todas as ações culturais e folclóricas da região, festas religiosas, manifestações, incluindo  o rico artesanato do Vale do Jequitinhonha entre outras formas de mostrar o nosso querido Vale” salientou.  Já estão marcados encontros, para a efetiva criação normativa e jurídica da nova associação, que deverá estar constituída e organizando eventos, já nos primeiros dias e festejos de 2011. Esse é o desejo dos mais de 300 participantes e presentes ao 1º Encontro Regional de Grupos Folclóricos.

Como sempre, o fotógrafo dos Encantos de Minas, o maior acervo fotográfico de Minas Gerais,

 estava lá registrando tudo. Mais de cinco mil fotos em dois dias.

Sérgio Mourão

Todos os direitos reservados e creditos fotograficos à Turismo Inteligente

Rua Salgado Filho, 51, Centro - Pedro Leopoldo-MG

Tel. +55 31 3660-4544 / email: contato@turismointeligente.tur.br

Webmais
Aventura Segura Brasil Sebrae Trem circuito